quinta-feira, 1 de março de 2012

Trinta e oito cidades firmam parcerias com a Caern para reposição de pavimentação

 
Trinta e oito municípios das regiões do Vale do Açu, Seridó, Alto Oeste, Central, Oeste, Salineira, Grande Natal, Litoral Sul, Agreste, Mato Grande e Potengi mantêm convênios com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) para a reposição de pavimentação em ruas e avenidas. Os convênios incluem a retirada de vazamentos, serviços de corte e religação de água e esgotos e a execução de ramais prediais. O número deve crescer nas próximas semanas, pois os acordos com Taipu, Várzea e Pedra Preta estão em fase de elaboração ou com negociação em andamento. O volume total de recursos envolvidos está em torno de R$ 1,2 milhão. Quando chegar a 41 municípios nas próximas semanas, a parceria terá um crescimento de 21% comparado a junho de 2011, quando participavam 32 cidades. Durante a vigência do contrato, a Caern emite ordens de serviços para intervenções de recuperação em suas obras e remete à prefeitura, que fica responsável em fazer a reposição de calçamento ou asfalto. Em seguida, é realizada a medição do trabalho efetuado, por comissões formadas por técnicos das regionais da Companhia e da prefeitura, conforme os tipos e quantidades de serviços definidos pela Caern. Depois de atestada a realização dos serviços, pelo poder público municipal e a unidade local da empresa de saneamento, é dada a baixa nos sistema da Companhia e feita a compensação da fatura pela prefeitura. Cada contrato prevê um determinado valor financeiro para ser cumprido em um prazo de 12 meses.
O chefe da Unidade de Órgãos Públicos da empresa estadual de saneamento, Jorge Fagundes, lembra que existe um monitoramento sobre cada convênio e que 30 dias antes do vencimento anual de cada acordo de cooperação, a Caern entra em contato com a respectiva prefeitura para saber do interesse em renovar a parceria. Os próprios gestores públicos têm repassado aos colegas de outros municípios a importância e utilidade desses convênios. “A agilidade é a marca desse trabalho, porque a prefeitura, que muitas vezes já dispõe de empresa contratada para fazer reparos e consertos na via pública, recupera os trechos com maior rapidez, e a Caern não precisa fazer contratação para muitas vezes, fazer a execução de um pequeno serviço. Depois o que é realizado pelo município é medido e descontado na sua fatura de consumo”, reforça Fagundes. Os acordos em vigor contemplam os municípios de Assu, Acari, Água Nova, Angicos, Areia Branca, Baía Formosa, Bom Jesus, Caicó, Campo Grande, Caraúbas, Cerro-Corá, Currais Novos, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Jaçanã, Japi, Jardim do Seridó, Lajes, Macau, Monte Alegre, Parelhas, Patu, Pendências, Pureza, São João do Sabugi, São José de Campestre, São José de Mipibu, São Miguel, São Paulo do Potengi, São Tomé, Senador Georgino Avelino, Tibau do Sul, Upanema, Vera Cruz, São Pedro, São Gonçalo do Amarante, Alto do Rodrigues e Caiçara do Rio do Vento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados