terça-feira, 4 de abril de 2017

Auditoria aponta irregularidades na gestão de Ostílio de Melo em Pedro Avelino

Segundo informações extraoficiais obtidas pela redação do Agora Jornal, a situação é grave e a cada dia que passa novos fatos têm sido reveladosostílio bezerra de melo

Ex-prefeito de Pedro Avelino Ostílio Bezerra de Melo, que assumiu cargo após cassação de prefeito e vice-prefeito
fatos têm sido revelados, o que poderá culminar em ações judiciais.
Pedro Avelino, município da Região Central do Rio Grande do Norte, encontra-se inscrito no Cadastro Único de Convênios (CAUC), ficando impossibilitado de firmar convênios com a União, porque o ex-prefeito Ostílio Bezerra descumpriu acordo firmado com a Justiça Federal, ao não comparecer a uma audiência de conciliação sobre ação de execução fiscal movida pelos Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), no valor de quase R$ 63 mil. O acordo determinava que Ostílio deveria comparecer à Procuradoria Federal até o dia 15 de dezembro de 2016, para parcelar a dívida e pagar a primeira parte, o que não foi feito.
O quadro caótico de Pedro Avelino “caiu como uma bomba” nas mãos da prefeita Neide Suely, que determinou a apuração rigorosa dos desmandos. Segundo fontes deste jornal, dezenas de funcionários “fantasmas” já teriam sido identificados. A análise feita na folha de pagamento do município estaria revelando uma série de improbidades administrativas, que apontariam, inclusive, para delitos que teriam sido praticados na realização de um concurso público “viciado”, que teria aprovado dezenas de candidatos sem a mínima qualificação, que foram contratados poucos dias antes do término do mandato de Ostílio Bezerra.

Um dos integrantes da auditoria, pedindo que sua identidade fosse mantida em sigilo, relatou que tem “muita sujeira” sendo descoberta.
A prefeita Neide Suely disse que está acompanhando todo o processo investigativo e que, ao final, encaminhará os resultados ao Tribunal de Contas do Estado, à Polícia Federal e aos Ministérios Públicos Estadual e Federal.
http://agorarn.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados