quinta-feira, 27 de abril de 2017

Guamaré-RN : A câmara municipal desconectada do povo.

A câmara municipal de Guamaré tem um orçamento mensal de aproximadamente de um 1 milhão de reais por mês, onde o custo benefício do cada vereador é altíssimo ,haja vista que não produzem satisfatoriamente para o município.
      A falta de quorum virou moda e as desculpas são as mais diversas, vejamos:
Tem vereador que justifica sua ausência devido a problemas de saúde com o seu pai, mas isto seria algo nobre se o excelentíssimo vereador não tivesse um parente próximo que ficasse com o seu genitor durante a sessão semanal, o que não é o caso. Quantos
trabalhadores brasileiros vão trabalhar e  muitas vezes deixam em casa ou em hospitais, parentes próximos doentes e muitas vezes sem dinheiro, mas fazem isto porque o acúmulo de faltas no trabalho, mesmo que justificadas, certamente iria gerar suas demissões, algo que não ocorre com o vereador.
     Quanto aqueles vereadores que justificaram as faltas dizendo que estão fazendo cursos de aperfeiçoamento em Brasília, isto chega a ser um escárnio perante á população. Não que os excelentíssimos vereadores não tenham o direito em faze-los, mas o momento é impróprio diante de uma câmara municipal  praticamente paralisada  porque não realiza sessões devida á  falta  de quorum e ainda por cima,não apresentam projetos.
    Diante das justificativas dadas pelos vereadores ,cabe a seguinte pergunta: Quais serão os benefícios que estes cursos de aperfeiçoamento trarão para á população? Espero que seja para que aumente a consciência por parte dos edis ,de que eles são os legítimos representantes do povo e comecem a labutar,pois do jeito que comportam-se, vivem desconectados da realidade deste município.
    A maioria dos representantes públicos eleitos, comportam-se como se a cidade de Guamaré não fizesse parte do Brasil ,pois existem temas que estão em discussão no pais  são de extrema importância, como a reforma trabalhista, previdenciária e política, contudo os políticos eleitos ficam á margem destas discussões, como se os cidadãos desta cidade não fossem afetados por estes temas em discussão.
    Lendo o comunicado oficial emitido pelo presidente da câmara de Guamaré explicando os motivos da falta de quorum na última sessão, vejo um conformismo enorme, afinal, é muito cômodo citar o regimento interno da câmara,porém,deve-riam serem tomadas atitudes enérgicas que coibissem este abuso.
    O comportamento destes vereadores sorridentes ao lado de políticos como o Henrique Alves, demonstram a verdadeira cartilha que rezam, ou seja, o povo sempre em terceiro plano; Em primeiro está o partidário, em segundo os pessoais, e em terceiro o povo. E, este tipo de comportamento destes políticos ainda persistem, porque sabem que a maioria dos seus eleitores ainda lhe dão respaldo. Contudo, o Brasil está caminhando para expurgar aqueles políticos nefastos da sociedade, e em Guamaré não será diferente, e espero que aconteça a curto prazo,antes que esta cidade entre em colapso nas suas contas públicas.
    A cidade de Guamaré deveria ter  políticos que tivessem representatividade á nível estadual para que pudessem cobrar melhorias para este município, mas infelizmente como a câmara municipal não funciona como deveria, o máximo que conseguem trazer são as operações de tapa buracos,que servem de palanques para deputados e senadores.
    Enquanto persistir esta mentalidade provinciana de se fazer política aliada a preguiça mental dos representantes públicos desta cidade, que não visam a sustentabilidade ,mas tão somente o poder como meio de vida ,o que a população pode esperar é um futuro tenebroso, pois não existe mágica para fazer com que um município desenvolva-se apenas na base de ilusões, é preciso de bons projetos.

     No fundo, o que falta para que esta cidade saia do ostracismo que encontra-se, é de políticos competentes e que amem verdadeiramente sua cidade, mas sem  fazerem o uso dessa demagogia barata; Aliada a tudo isto,a consciência da maioria do povo precisar mudar no sentido de que o político não é sua babá, seu patrão, seu banco, mas sim seu representante legítimo diante das reivindicações que a sociedade necessita. Os cidadãos precisam entender que a divisão da sociedade Guamareense devido ao único troféu que os representa, que é a prefeitura, gera um divisão de classes ,além de não promover o desenvolvimento de sua cidade, haja vista, que enquanto uns mamam nas tetas do poder e ainda ficam alheios aos descasos praticados pelo gestor público, outros sofrem devido a estes descasos e também devido á falta de empregos e renda.. Por  isto, é muito perigoso enxergar a política como o único meio de esperança. É importante  termos a plena consciência de nosso papel perante à sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados