sexta-feira, 5 de maio de 2017

A Organização Mundial da Saúde recomenda que consumamos, no máximo, 50 gramas de açúcar por dia.
Isso equivale a cerca de dez colheres (chá).
E se a gente disser que é possível que você esteja consumindo muito mais do que isso?
Acontece que os amantes de refrigerante e de outras bebidas energéticas industrializadas são absurdamente
intoxicados com uma alta quantidade de açúcar.
Para você ter noção, a cada 500 ml do refrigerante de maior sucesso no mundo, a Coca-Cola, são acrescentadas 12 colheres (chá) de açúcar.
Isso significa que mesmo você não consumindo nenhum tipo de açúcar durante o dia todo – o que é muito difícil para a maioria das pessoas –, ainda estaria ultrapassando o limite de segurança.
Agora imagina quem bebe uma garrafa inteira de 1 litro?!
Um estudo realizado na Fundação Interamericana do Coração da Argentina, com mais de 140 bebidas adoçadas, mostrou os perigos que esses subalimentos oferecem.

bebidas_-_acucar.jpg

O médico espanhol Javier Martín, do hospital Severo Ochoa, em Madrid, publicou um estudo que relaciona diretamente os refrigerantes a mais de 25.000 mortes anuais somente na Espanha.
Ele defende medidas duras: “Temos que conseguir fazer com que as bebidas açucaradas sejam menos atrativas para os consumidores. Colocar advertências de saúde não é suficiente. Temos que melhorar a educação em outros níveis, por exemplo, tirando as máquinas dessas bebidas das escolas”.
Apesar de todos esses fatos, a maioria das pessoas continua adorando os refrigerantes e energéticos.
E o pior: estimulam os filhos a manter esse nefasto hábito.
As bebida gasosas hiperaçucaradas (leia-se refrigerantes) são as piores e há quem as beba todos os dias, aumentando o risco de diabetes e doenças cardiovasculares.
Além disso, essas bebidas causam uma sensação de saciedade, mas isso é muito prejudicial, porque não há nada de nutritivo nelas.
É o excesso de açúcar que favorece a obesidade causada pela bebida.
Mas o problema não é só o ganho de peso: diabetes, hipertensão, problemas digestivos, insônia, enfraquecimento dos ossos, câncer, infarto, derrames cerebrais e muito mais.
Os energéticos não ficam atrás em termos de prejuízos à saúde: eles podem conter até 20 colheres (chá) de açúcar.
Reflita sobre isso e valorize a sua vida e a da sua família.
Substitua os refrigerantes e os energéticos industrializados por sucos naturais da fruta e bastante água.
Água de coco também é uma boa pedida.
Cuidado também com os sucos de caixa: a organização britânica Action on Sugar analisou mais de 200 marcas da bebida e constatou que, em boa parte delas, um copo de suco de caixinha contém mais açúcar do que um copo de refrigerante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados