segunda-feira, 8 de maio de 2017

Guamaré-RN ; Gestões provincianas impedem o desenvolvimento.

A velha arte de fazer política no município impede que haja desenvolvimento. Enquanto muitas cidades do nordeste buscam novas maneiras de promover o desenvolvimento sustentável, os políticos deste município continuam insistindo no modo puramente fisiologista de fazer política.
     A falta de ações propositivas por parte dos vereadores e do atual gestor municipal contribuem para que haja um aumento da desigualdade social, pois somente aqueles cidadãos que tem melhores condições financeiras é que são capazes de proporcionarem para
seus filhos, melhores condições na área da educação.
    Em 2015 , a cidade de Tacaratu no interior de Pernambuco, conseguiu instalar a primeira usina híbrida do Brasil, que combina a geração de energia fotovoltaica e a eólica. com potência de 11 MW e  180 MW respectivamente, que irá produzir 340 GWH, que equivale á uma demanda de 170 mil domicílios  brasileiros. Então ,cabe a pergunta: Por que os excelentíssimos representantes públicos desta cidade não apresentam projetos que contribuam com o desenvolvimento sustentável desta cidade?  Será que não enxergam que a cidade está á deriva ,haja visto que o futuro ´parece não lhes pertencerem.
      A bela Guamaré precisa de políticos resilientes em sua essência. Estamos quase na metade do ano, e nada acontece de relevante neste município, a não a velhas brigas pelo poder.. A oposição e a situação digladiam-se ,mas sem apresentarem nenhum projeto,e neste fogo cruzado, apenas o povo é penalizado.
      Do jeito que está ,provavelmente a câmara de Guamaré entrará no Guiness book, como a câmara que sequer apresentou e aprovou um projeto de extrema importância para esta cidade.
       O futuro desta cidade parece estar relacionado sempre com o passado, porque nada de novo acontece, e. os maiores exemplos de gestão são: O pagamento de salários em dia e a pavimentação de ruas e  construções de casas populares, mesmo estas sendo executadas através de projetos antigos que não buscam á sustentabilidade.
       Enquanto os eleitores desta cidade continuarem elegendo políticos cuja mentalidade continua sendo provinciana , a população continuará vivendo retroagindo ao passado ,consequentemente, o futuro não lhes pertencerá. Basta observar que, um simples concurso público não é realizado neste município devido a maioria dos aprovados tenderão a ser  de fora da cidade.
       Diante da ausência e da aprovação de projetos por parte dos representantes públicos desta cidade, é possível afirmar que este município continuará sofrendo com os mesmos problemas estruturais de sempre, porém ,os recursos públicos continuam saindo pelo ralo devido á sua má aplicação e com um agravante a mais,estes estão diminuindo..

       Este ano, esta cidade terá nova eleição para prefeito, e, poderão mudar os homens, mas administrativamente falando, é preciso mudar muita coisa para que o futuro possa chegar até esta cidade, e, somente poderemos ter esperança ,se houver um choque de gestão, mas para isto é preciso ter coragem por parte do prefeito eleito e de sua base na câmara municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados