sábado, 3 de junho de 2017

Escritório de ex-procurador teria recebido R$ 27 mi da JBS

Na semana em que ia deixar o Ministério Público, o ex-procurador Marcelo Millersondou empresas investigadas na Lava-Jato para oferecer seus futuros serviços de advocacia. A JBS se antecipou e aceitou a proposta.

Em Brasília, comenta-se que o escritório Trench, Rossi e Watanabe, que contratou Miller, recebeu 27 milhões de dólares pelo bem-sucedido acordo da JBS com o Ministério Público.
Atualização: A assessoria de imprensa do escritório Trench, Rossi e Watanabe informa que não recebeu o valor de 27 milhões de dólares da JBS, e que o contrato que mantinha com a empresa para a negociação do acordo de leniência não previa esse valor.
  VEJA
blogdobg

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados