segunda-feira, 19 de junho de 2017

Guamaré-RN: A cidade está perdendo o melhor da democracia.

       
Há muito tempo esta cidade vive numa eterna guerra entre muitos cidadãos visando a tão sonhada conquista: Um emprego na prefeitura ou ser abençoado pelas benesses do poder,(em forma de um aluguel de um imóvel, ou carro, etc) que em muitos casos ,não são nada benéficos para o município por que não trazem o progresso, mas apenas onera mais ainda os cofres públicos. Quando os valores morais começam á inverter-se, é sinal que algo está errado.É inconcebível nos dias de hoje que, as discussões sobre temas relevantes para o município, como saúde, educação,
segurança, fiquem em segundo plano em detrimento a briga pelo poder, através dos fatos lastimáveis, como acontecido na última sessão da câmara municipal.
             A sociedade Guamareense há muito tempo vem perdendo o foco sobre os reais problemas do seu município, e isto respingará na geração futura. Não desenvolve-se uma sociedade sem que haja muito trabalho e esforço concentrado que possam resolver de vez os graves problemas estruturais que afligem esta cidade. A prefeitura precisa ser vista como um órgão administrador, e não uma vaquinha leiteira, sob pena de vê-la quebrar. Diferentemente de uma empresa privada,que contrata trabalhadores para produzirem visando o lucro, para que este possa ser investido na empresa, consequentemente gerando mais empregos. A prefeitura não obtém lucros com o inchamento da máquina pública. Este tipo de concepção que está encravada na cabeça de muitas pessoas ,onde a prefeitura é o seu único meio de subsistência, apenas favorecem aos péssimos gestores públicos da cidade,e que levará este município á falência, e povo sempre continuará na pobreza, exceto os mais próximos, que são apadrinhados pelo poder.
           A cidade de Guamaré esta perdendo o melhor da democracia: A polifonia,os vários sons, várias vozes, a convivência entre opiniões contrárias, o debate que instiga e desafia,a pensar sobre um determinado ponto.o esforço para ver a realidade pelo ângulo do outro,o diálogo. Entrincheirados, alimentando-o ódio, como poderemos chegar ao ponto de encontrar saídas para as complexidades que nos cercam. A democracia nos faz exigências, e é preciso construir espaços par ao diálogo em campo minado.. É chegado a hora de baixar o tom e reencontrar o caminho da discordância respeitosa, porque foi para isto que construímos a nossa democracia. (Texto  da jornalista Miriam Leitão),apenas fiz uma ilação com a cidade de Guamaré.

          Democracia e diálogo são quase sinônimos, portanto, é perfeitamente possível haver um convivência pacífica entre os partidários do prefeito Hélio, que acham que à administração dele é de primeiro mundo, com aqueles que são oposicionistas, que acham que Guamaré merece mais; É preciso que os espíritos estejam desarmados ,e que cada um busque o que é melhor para o município, exigindo que seus representantes públicos utilizem bem e de forma austera ,os vultosos recursos em prol de projetos sustentáveis. algo que há década não acontece neste município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados