terça-feira, 18 de julho de 2017

AI QUE SAUDADE ME DAR

Afonso Bezerra em um passado recente ficou conhecido no BRASIL inteiro  como a CAPITAL DO LEITE DE CABRA. Existia como Monteiro – PB uma cooperativa que recebia cerca de 5.000 litros de leite/dia. Mas individualmente ninguém conseguiu superar AFONSO BEZERRA – RN. Varias vezes a INTER TV CABUGI veio fazer matéria nesta cidade. Audiência Pública na Assembleia Legislativa sobre preço e pagamento. Os Governos Rosalba Ciarlini e Robinson Farias conseguiram, praticamente destruir um programa que
tinha tudo para continuar dando certo.  Este programa foi criado no dia 1º de abril  de 1998 pelo então Governador Garibaldi Alves atendendo pedido feito pelos criadores de Lajes – RN entre eles podemos destacar Idalecio e Nélio Dias (in memorian). Com parceria firmado com a APASA através de Marcone Angicano que muito ajudou aos criadores indistintamente de onde fosse. O governo começou a distribuir leite para:
 Gestantes Carentes
Idosos para combate a OSTEOPOROSE
E Crianças desnutridas.
Afonso Bezerra começou com 100 litros de leite chegando a colocar quase 3.000 litros diários no pico de lactação. Afonso Bezerra através de Djeson Avelino (in memoriam) João Batista Avelino conhecido por João Davi e o criador Haroldo da Paz começaram a ganhar fama além dos eu município, Ganharam prêmios em Parnamirim, Caicó, Currais Novos , Lajes Mossoró e de onde participaram de torneios. Podemos ainda destacar como  não criadores mais abnegados produtores Ailton Ferreira de Morais, Kimkim, Valdenor Ferreira Mariano, Nilo Cruz, Luciano Cruz, Tico de Agnaldo, Canindé Teixeira, Jackson Bezerra, Aldo Bezerra, Anselmo Aquino (In memoriam) Assentamento Santa Luzia aonde tinha Claudio, Sales, Seu Chiquinho, nos Cantos Zé Alberto, Robério Jorge, Junior Bigodinho, Ercinho, João Grandão mais Chagas Boboco, Sandoval, Mandenga, Chico Zinebra (In memoriam) Adelson Pereira, Martins, Chiquinho de Batoré, e muitos outros que não recordo no momento.    O atraso por parte do Governo desestimulou a produção. Sempre disse nas reuniões que participei. O problema não é o Preço do litro de leite pago pelo Governo do Estado,  pois, o leite começou com um preço muito elevado e como a produção era grande dava para o criador suportar  o congelamento no preço. O gargalo estava no atraso. Quando a COSERN chegava a fazenda do criador não queria saber se estava em dia ou atrasado com o recebimento do leite. Ela procurava a conta quitada. O dono do armazém de ração ia ate aonde podia depois deixando de fornecer a ração. O criador sem ração e sem energia para moer o capim o xique xique via sua produção cair, e isto foi entristecendo deixando amargurado com a setor. Afonso Bezerra ainda continua com uma genética de ponta apesar de ter praticamente acabado com a produção leiteira. Vejo com Tristeza não se ter uma voz em favor desta cultura que ainda esta batendo o coração pelos bravos e resistentes que nãos e entregaram. BRAVOS CRIADORES . MISERAVEIS GOVERNOS.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados