sábado, 1 de julho de 2017

Guamaré; enquanto o prefeito Helio de Mundinho “enche o tanque” população pede socorro diante de tanta ausência administrativa

Irineu Cândido

Parece-me que o prefeito Helio de Mundinho não tem limites quando o assunto é gastar dinheiro público. Desta vez retrato matéria do blog Robson Pires que apresenta os excessos em combustíveis, sem que o MP tome providências para mais um absurdo em nome de uma governabilidade que não atende com dignidade os anseios da população.
Veja matéria
Portanto

Se faz necessário a população se organizar para estancar esta afronta ao interesse público, cobrar dos seus vereadores uma ação efetiva onde o prefeito Helio de Mundinho apresente provas que justifiquem o gasto de quase R$ 1 milhão de reais( R$ 330 mil reais por mês, R$ 11 mil reais por dia) só com combustível, isso em noventa dias.
O pior
Achando pouco o excesso em combustível nos primeiros meses, o prefeito Helio apresenta contrato que se estende de julho de 2017 à fevereiro de 2018 no valor de R$ 3, 337(três milhões trezentos e trinta e sete mil )por oito meses, gastando 417.125 por mês com combustível para um município de 13 mil habitantes.
Enquanto o prefeito Helio de Mundinho “enche o tanque”  assistência social não funciona a contento, população sofrendo com falta d’água onde já foi pago R$ 1 milhão de reais para adutora que não trouxe nenhum beneficio a população, ciclovia que já foi pagou R$ 4 milhões de reais e ainda sem conclusão, funcionários a mais de 10 anos seu aumento, desemprego tomando conta da cidade, deficit habitacional, etc, etc, etc .
Em Guamaré é assim
Tudo se trata em milhões, grande parte das ações o MP e TCU não fiscalizam, paga-se adiantando à serviços muitas vezes não  executado e fica por isso mesmo. Quem sofre e padece é a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados