quarta-feira, 12 de julho de 2017

Guamaré: Quais as perspectivas futuras do município?

 
Chegamos a metade do ano e nada de novo aconteceu. As tratativas dadas pelos representantes públicos aos diversos problemas deste município, nada mais é do que um Dé Jà Vu. Esta falta de visão á longo prazo, assim como á falta de apresentação de projetos por parte de nossos vereadores, assim como, o modelo de gestão retrógrada do prefeito Hélio irá refletir no futuro do município.
     A falta de um a política pública séria e eficaz que tire esta cidade do ostracismo social e econômico  que encontra-se, certamente impede que esta cidade
prospere.  O que vemos é á falta de preparo de alguns secretários para o cargo, onde uma simples audiência junto á algum órgão estadual ou federal, virá objeto de que o secretário esta labutando. A pequenez deste pensamento demonstra apenas o tamanho da visão do secretário, porque é dever de cada um gestor público dar o seu melhor, as obrigações inerentes ao cargo não devem serem vistas como algo extraordinário; Entretanto, a culpa não é destes secretários, mas sim de quem os nomeou, haja vista, que uma escolha para determinados cargos deve seguir uma linha de conduta ética e profissional, porém ,quando o prefeito nomeia alguém apenas movido pelo interesse eleitoreiro, ele torna-se avalista de sua pasta.
    Como um município poderá desenvolver-se ,se sequer vemos a classe política envolvidos em um projeto que vise o crescimento desta cidade, independente dos recursos de royalties ou da refinaria Clara Camarão, que poderá continuar operando ou não, afinal, a busca incessantes por novas alternativas de fontes de energia, desde o combustíveis de aviões até para os veículos automotores, já é uma realidade, principalmente no tocante aos carros, cuja tendência mundial é que a partir de 2030 cessem a fabricação de carros movidos a motores á combustão, e passem a ser elétricos ou híbridos.
    Por que o prefeito e os vereadores não buscam soluções através de um bom projeto na área da agricultura familiar, na carcinicultura,no cultivo do melão e melancia, buscando atrair empresas para esta cidade, que certamente iriam gerar empregos, desafogando a prefeitura. Como não são capazes ou não fazem, por que ainda desejam tornar á prefeitura uma vaquinha leiteira para cooptar votos, esta mentalidade provinciana irá levar esta cidade à bancarrota ,é uma questão de tempo.
   A cidade de Guamaré teve seus tempos áureos na época da construção da refinaria ,da planta de QAV, e da Bagam, e caso os recursos públicos tivessem sido bem aplicados, aproveitando a grande quantidade de mão de obra de fora e local que estavam empregados, hoje a realidade do município poderia ser outra, mas infelizmente, a maior parte da sociedade foi complacente com a ineficácia da gestão pública, que limitou-se apenas a criar um estado de êxtase para á população através das farras de festas pagas com o dinheiro público, jogando para debaixo do tapete os graves problemas do município. O assistencialismo exacerbado e desenfreado por parte daqueles que sempre buscam o poder a qualquer custo, gerou em parte, a cultura da preguiça e da falta de solidariedade entre as pessoas, por isso ,que a população vive nesta eterna guerra da busca de empregos na prefeitura.
  A falta de consciência política e social de muitos cidadãos contribuem para que esta cidade não desenvolva-se, e entra ano e sai ano, mas o modo operandis de seus representantes públicos continuam o mesmo, raríssimas as exceções; Até uma simples sinalização rodoviária vira um objeto de propaganda de governo ,contudo, estes gestores esquecem de elaborar um bom projeto de consciência no trânsito, desde as escolas públicas, fazendo com que haja uma diminuição de mortes no trânsito, causada na maioria das vezes, por imprudência de seus condutores; Tudo isto sem falar nos custos financeiros tanto para o município, quanto para o governo federal.
  A falta de pragmatismo político dos representantes públicos desta cidade, aliado a falta de visão á longo prazo, e, somado-se  a isto, a diminuição das receitas públicas ,gera um enorme no desenvolvimento desta cidade, deixando a população cada vez mais sem acesso a uma melhor qualidade de vida, salvo aqueles que tem coragem e ousadia de buscarem o seu crescimento profissional fora de sua cidade.

  Se não houver uma mudança de comportamento dos vereadores, prefeito e da sociedade  local, buscando soluções que beneficiem á população como um todo, a tendência é que esta bela cidade continue neste estado de letargia ao bel prazer daqueles políticos aproveitadores que não sabem viver á margem do poder, por que o único compromisso destes não é para com a sociedade, mas sim para com seus interesses próprios. O Brasil começa a ser passado à limpo, e esta cidade não deve fica à margem disso. chega de políticos sangue sugas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados