segunda-feira, 24 de julho de 2017

Guamaré-RN : Mês de Agosto,o que virá após a era Hélio?

O eleitores desta cidade terão  em breve uma nova oportunidade de eleger um candidato á prefeito, espero que elejam um candidato que esteja realmente comprometido  com os interesses do povo, entretanto, o próximo prefeito eleito não tem o direito de cometer os mesmos equívocos da gestão do prefeito Hélio, sob pena de cair em descrédito perante á opinião pública. Muitos dirão: Ruim com Hélio, pior sem Hélio. Mas por que não dizer: Ruim é não usar de nossa cidadania de modo responsável, penalizando mais ainda a geração
futura, ao elegermos um candidato que não tem competência e visão administrativa, que olhe o município como um todo, afinal, a maioria dos candidatos somente sabem dizer: Vote em mim, que caso eleito, arranjo um emprego na prefeitura, projetos que é bom, nada. e, passam-se os anos e os fatos tornam-se repetitivos a cada eleição, pois o foco dos péssimos gestores públicos, é que a classe menos favorecida esteja sempre mendigando à porta da prefeitura, assim sendo, estes formam a base de sua sustentação, onde apenas um sai favorecido, o próprio político, afinal, os pobres assalariados continuarão pagando apenas suas contas no final do mês, enquanto os candidatos eleitos vivem em outra faixa salarial.
      A realidade de Guamaré não permite mais gestores públicos irresponsáveis no comando desta cidade, senão esta cidade correrá o risco de intervenção por parte do MP, haja vista que o descalabro com as contas públicas poderão levar este município á falência.
     A única coisa boa deste processo todo é que a justiça eleitoral não irá permitir que a perpetuação de um poder familiar, que peca pela falta de competência administrativa, aliada á falta de diretrizes inovadoras ,que são delimitadas pela falta de coragem do seu gestor que visa apenas sua sustentação política. Fica difícil entender á falta de politicas públicas responsáveis  que eleve esta cidade para um patamar  digno dos grandes recursos públicos que possui. então a conclusão parece óbvia: O prefeito administra seu município apenas para suas bases de sustentação; Um dia, quiça, os jovens desta cidade irão entender o porquê seu município não conseguiu proporcionar-lhes condições adequadas para que pudessem ter uma formação adequada educacionalmente e profissionalmente falando.
     Esta cidade não irá desenvolver-se enquanto a população não eleger candidatos que saibam tratar á educação como o carro chefe que alavancará o desenvolvimento sustentável de seu município, pois investir na formação do cidadão sai mais barato do que comprar votos e sustentar estes através de empregos na prefeitura ou de programas sociais que não incentive o crescimento do cidadão.
     Nada contra o cidadão Hélio Willamy, mas sim contra a sua gestão que parece gerir o município para sair bem nas fotos das redes sociais e de determinados blogs locais,(padrão, Dória de ilusionismo),Falo isto, porque muitas obrigações do gestor público municipal, tais como pagamento de salários em dia, limpeza urbana, e até lazer na orla da praia do rio Aratuá, englobando as peladas futebolísticas do prefeito, são objetos tidos como sinônimos de uma excelente gestão, pois o prefeito é amigo do povo. Como explicar para á população, os gastos desnecessários com as viagens da secretária de turismo para eventos no Sul do Brasil e até na Europa, visando vender a imagem desta cidade como um local para fazer turismo, sem sequer o município tenha uma boa infraestrutura turística ,a não ser a própria natureza, que é bela e aprazível?. O custo benefício deste gasto serviu apenas para propaganda política mas o retorno não existiu, valendo  salientar, que o turista não é bobo, e com a globalização, tudo interligado, fica fácil para o turista não cair em certas armadilhas.
     Por outro lado, a oposição no município, deixa muito a desejar, pois não consegue contrapor-se as ideias do prefeito Hélio, sequer os vereadores da oposição aprovaram um projeto, e olhe que são a maioria na câmara; E ,todo este comportamento favorece apenas ao  prefeito perante à opinião pública. A maior oposição ao prefeito são as próprias lambanças provocadas por ele mesmo, que em muitos casos, é  devido ao mal assessoramento.
     Nova eleição possivelmente acontecerá, e os debates serão:  O prefeito Hélio irá tentar passar á imagem de que todas as suas obrigações como prefeito foram frutos de uma grande administração pública, que deve ser seguido pelo seu candidato indicado; Enquanto a oposição, que parece não ter bons projetos para o município,(pois ainda não demonstrou),continuará criticando as obras inacabadas do prefeito, e muitas vezes mal executadas, e também nos descasos administrativos praticados pelo prefeito, a exemplo de muitas licitações e nomeações equivocadas.

     A salvação desta cidade está nas mãos do povo, mas no dia em que a grande maioria tiverem mais consciência política e social, assim sendo, elegerão melhor seus representantes públicos e também, não continuarem deitados eternamente em berços esplêndidos, esperando que seus políticos resolvam suas dificuldades, e principalmente deixando de focar apenas o emprego público, como se estes fossem a panaceia para seus problemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados