sábado, 29 de julho de 2017

JOÃO BOSCO DA SILVA: ESSE CONHECE A HISTÓRIA DE PEDRO AVELINO-RN

A imagem pode conter: 2 pessoas
Temos orgulho dos nossos ancestrais. O Alferes Juvêncio Tassino foi o Secretário da Ata de Proclamação da República do RN, temos orgulho das famílias que formam o cadinho do município, temos orgulho de um José Pereira da Silva, ainda nos anos vinte lutando pela chegada do Trem em nossa cidade, de um Adalgiso Santiago criando a Cooperativa agro-pecuária nos anos trinta, de um Luís Felipe , na qualidade de Vereador, vice-presidente da Câmara de Angicos, De um Pedro Alves Bezerra, vereador, e incansável timoneiro dos destinos
da terra, de um Joaquim Inácio da Câmara , homem de gestos nobres, onde emprestou o dinheiro para construírem todos os prédios públicos do novo município, de um Manoel Linhares de Araújo, que entregou de mão beijada toda a sua safra de algodão para ajudar o Senador ,João Cãmara, de um José Carneiro, tão líder que só perdia um eleitor por morte, de um Padre Antas, que declinou de ser capelão do Exército no Rio de janeiro para vir servir a sua terra, que fez da sua casa um ponto de convergência de todas as crianças, e consequentemente de todas as famílias,
que cuidou dos anciões, que não tinha moradia, das crianças órfãs, que nunca deixou um pobre que quisesse estudar desamparado, que teve um sacerdócio voltado para os ensinamentos divinos, de um Celestino Batista, exemplo de honestidade e competência, de um Manoel dos Passos Câmara , pessoa que a terra precisa descansar 100 anos para nascer outro parecido, de um João Adauto Costa , que tem dado o melhor da sua capacidade, , servindo ao nosso povo, de um Francisco de Assis Cãmara , homem de uma simplicidade sem igual, sem ganância política que trouxe benefícios para nossa terra sem cobrar nada dos políticos, poderemos citar a Escola Josefa Sampaio, e o Banco do Brasil, de um Antônio Rufino que todos estes benefícios que chegaram aqui, foi com a sua presente participação de um Zelito Calaça que foi o Januároi Cicco da nossa terra, servindo a todos com o temos de melhor, a saúde. de um José Soares, que foi incansável defensor da causa pública e melhorou o aspecto físico do campo, trazendo açudes afim de minorar o flagelo da estiagem enfim direi conforme o poeta, Todos cantam sua terra, também vou cantar a minha!
Se qualquer um conterrâneo ou amigo da nossa terra quiser comentar sobre o sofrimento do Município, depois da perda do algodão, se quiser falar da política intrigante destrutiva, se quiser oferecer sugestões de melhoria, tem sentido, desde que apresente argumentos, porém não posso entender um artigo, onde a única coisa lembrada ´e a desfeita às pessoas, que merecem elogios!
OBS: Faltando ainda muitos nomes que colaboraram com a cidade

Professor João Bosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados