domingo, 23 de junho de 2019

A VERDADE SOBRE O ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM GUAMARÉ



Não sou o dono da verdade nem muito menos hipócrita, apenas como cidadão tenho meu ponto de vista acerca dos assuntos que mais prejudicam a população Guamareense, eu vejo os anos se passarem e as promessas se renovarem a cada campanha e nada é feito para solucionar o abastecimento de água no município de Guamaré.


Não adianta jogarmos a culpa de todo esse descaso do abastecimento de água em Guamaré na conta da CAERN mesmo que pagamos as nossas contas mensalmente é preciso raciocinar e entender o que realmente vem acontecendo em Guamaré nas últimas décadas e vou dizer pra vocês aqui o que realmente se passa.
Quando a adutora de Guamaré foi inaugurada na gestão de João Pedro Filho a capacidade era para suprir somente a necessidade e o quantitativo de habitantes do município que existia naquela época, lembrando que apesar dessa adutora ter sido feita com recursos próprios do município a concessão ficou para a CAERN que é de controle do estado, com isso a adutora perdeu totalmente a exclusividade de abastecer somente o município de Guamaré, e após ser inaugurada duas vezes(uma pelo verdadeiro autor e outra por aproveitadores políticos da época que nunca fizeram nada pelo município ) a adutora sofreu com os desvios que existiam no caminho que percorria de Macau até chegar ao seu destino que era o município de Guamaré, pois nesse caminho a adutora teve desvios abastecendo várias localidades até chegar em Barreiras e em Diogo Lopes e assim a adutora seguir o seu destino final que era Guamaré, lembrando também que a agua também teria que chegar em baixa do meio que na minha opinião é o distrito que mais sofre com esse descaso.
Pois bem!
Ao passar do anos entraram outros governantes com o mesmo discurso de sempre que seria de melhorar o abastecimento de água no município e como sempre, não fizeram! Alias fizeram sim, criaram um mecanismo clientelista através de contratações de carros pipas com o objetivo de tentar sanar o problema que não resolveu, ao contrario disso se criou um sistema para beneficiar somente aqueles mais próximos da classe política do município pois esses sim nunca necessitaram de pegar um calão e dois baldes e ir para o Chafariz mais próximo para abastecer seus reservatórios em casa. E assim segue o líder, prometendo, prometendo e no final a mesma atitude de sempre com aquele velho discurso retórico: Me ajude que eu lhe ajudo e se eu me eleger nosso compromisso está mantido e  contrato o seu pipa e assim vem se mantendo isso até hoje onde algumas comunidades para serem abastecidas por esses pipas passam por um processo de seleção, e pra não esquecer, ainda tem aqueles que mesmo tendo contratos com a prefeitura ainda vendem carradas d’água por fora chegando a custar de 120 até 150 reais ou mais.
Perguntas que requerem respostas:
Mas cadê a água para o povo?
E a cada 4 anos a promessa se renova
E a última promessa  para enganar o povo foi a construção e montagem de uma possível usina de dessalinização tornando a água do mar em água potável, porém esse projeto até os dias atuais não passou de uma falsa propaganda pois ninguém sabe para onde foi destinado os recursos para realizar esse projeto.
Mas afinal e o povo?
Quem vai cobrar, quem vai propor uma solução para esse problema crônico?
O que se vê hoje em Guamaré é a total omissão dos governantes e digo isso sem medo pois essa é a verdadeira realidade que vive o município e aqueles que foram eleitos para fiscalizar só levam tempo em falar, falar e falar e nada resolvem.
Enquanto isso o sofrimento se eterniza no município.
Na verdade o que falta em Guamaré é boa vontade e iniciativa e também amor ao próximo pois o egoísmo, o individualismo tomou conta da cidade onde maioria das pessoas só pensam em si próprio e como diz aquele velho ditado: Uns com muito e outros sem nada!
Espero que um dia essa realidade possa mudar e o povo possa ter água em abundância em suas torneiras, mas para isso é preciso que a classe política formada por situação e oposição pense mais na população do que em seus próprios interesses.
Não adianta comparecer a inúmeras audiências públicas e cobrar do governo do estado sem apresentar uma alternativa viável para sanar de vez os problemas que o município sofre com o desabastecimento de água e muito menos querer cobrar só do estado como se Guamaré fosse uma cidade miserável de recursos.
Temos várias alternativas, desde a perfuração de poços profundos e outras alternativas mais econômicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados