sexta-feira, 26 de maio de 2017

Banco do Nordeste renegocia dívidas rurais em Angicos e região

A agência do Banco do Nordeste em Angicos está intensificando a divulgação da Lei 13.340/16, de Renegociação de Dívidas Rurais. A unidade tem 4.003 operações enquadráveis, que somam mais de R$ 65 milhões. No Rio Grande do Norte, mais de 2 mil produtores rurais já quitaram ou renegociaram suas dívidas com o BNB e aproveitaram as condições estabelecidas pela Lei, regulamentada no mês de dezembro.

A unidade de Angicos atende a mais oito municípios da região: Afonso Bezerra, Caiçara do Rio do Vento, Fernando Pedroza, Lajes, Pedra Preta, Pedro Avelino, São Rafael e Santana do Matos. De acordo com a gerente Dalvanise Maria de Medeiros Santos, os produtores rurais da região terão muito a ganhar com adesão à Lei. "Além de aproveitar os ótimos descontos, imediatamente após quitar ou renegociar suas dívidas, o cliente volta a ter crédito na praça. Ele poderá fazer novos investimentos em sua propriedade. A agência possui uma equipe preparada para atender com agilidade e cordialidade a todos os enquadrados na Lei", afirma a gestora.

Para obter mais informações sobre as condições de renegociação ou quitação de dívidas com o Banco do Nordeste, os clientes podem ir à unidade de Angicos, situada na Rua Vereador Joaquim Bernardo, nº 20, Centro, ou realizar contato por meio do Serviço de Atendimento ao Cliente: 0800 728 3030.
Benefícios

Os clientes beneficiados contaram com vantagens como a possibilidade de obter descontos de até 95% em operações contratadas até 2006. Esse abatimento será aplicado quando a soma das operações for de até R$ 15 mil, contratadas por produtores residentes no Semiárido. Fora dessa região, o rebate é de até 85% da dívida. Para operações efetuadas entre 2007 e 2011, os descontos são de até 50% para agricultores do Semiárido e até 40% para os que produzem fora dessa área.

A legislação prevê também carência para retomada dos pagamentos. A primeira parcela da operação repactuada poderá ser paga a partir de 2021. As taxas de juros anuais aplicadas às operações repactuadas variam de 0,5% a 3,5% ao ano, a depender do porte do cliente
http://angicosnoticias.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados