segunda-feira, 5 de junho de 2017

A Educação "Criação de Caprino"

Conheça o termo: Educação "criação de Caprinos"
Diversos acontecimentos de ordem negativa perturbam e afligem a nossa sociedade em todos os setores, problemas que se interligam de forma dependente, e que tem inicio na falta de atitudes daqueles que estão no poder; por fim de forma previsível termina com a violência real que passa toda a sociedade Brasileira. Não distante disto esta um dos setores que com o apoio da sociedade, pode sim direcionar o futuro da nação para um rumo bem diferente a que a nossa sociedade se encaminha a cada dia, estou me referindo a nossa pobre e falsa educação.

Pobre porque infelizmente não conta com o apoio de quem realmente deveria apoia-la, os pais ou responsáveis pelos alunos que em sua grande maioria por algum motivo ou outro, não acompanham o crescimento intelectual de seus dependentes, não visitam regularmente as escolas e querem deixar nas mãos dos professores, diretores e supervisores das escolas tamanha responsabilidade, onde todos sabem que a área de atuação dentro da sociedade de cada um é limitada, seja para os pais ou para o corpo docente das escolas. A falta de interesse dos alunos dentro da escola pública em sua grande maioria, já se tornou um problema gritante, principalmente com os alunos do ensino fundamental segunda fase.  A falta de respeito para com os próprios colegas e os professores, em algumas situações já se tornou fato comum dentro da sala de aula; a utilização de aparelhos celulares e de seus aplicativos em plena aula no momento em que o professor tenta explanar o conteúdo é uma das formas desrespeitosas que já é realidade em grande parte das escolas públicas; procurar culpados nesse momento não vai ajudar de forma alguma a resolver esses problemas. Porém a tomada de atitudes por parte principalmente de todos ligados diretamente à educação, a começar pelo interesse dos pais ou responsáveis no desempenho de seus filhos na escola, pode dar um rumo diferente a nossa sofrida educação pública.

A falsidade da escola pública esta exatamente nas aparências que os poderes públicos procuram transparecer para toda sociedade, a forma com que são investidos os recursos na educação devem ser mudados, já que a atual forma deixa muito a desejar, as instituições recebem os recursos proporcionalmente à quantidade de alunos, o que lesiona de forma grave a qualidade da educação, interessando aos poderes públicos apenas a quantidade; o que de forma grosseira poderíamos definir como: “GANHAR POR CABEÇA”, já que quanto mais alunos estiverem em sala de aula, mais recursos serão direcionados aquela instituição, fazendo a nossa educação ficar parecendo “UMA CRIAÇÃO DE CAPRINOS”, onde os recursos são investidos por cabeça e não por qualidade.

Pressionar os Professores sem lhes garantir o respeito nem a remuneração a que eles têm direito é muito fácil, difícil é elaborar projetos que estimulem a participação dos pais e ou responsáveis, a trabalharem juntos com os profissionais da educação, com o objetivo de fazer realmente uma educação de qualidade. Chega! Basta de enrolação de programas mais isso ou mais aquilo, que não estão contribuindo em nada para uma educação de qualidade, aquela educação que prepara realmente um aluno para ser aprovado em um concurso público, em um vestibular ou em qualquer que seja o curso ou concurso, esta sim é uma educação de verdade, que molda um cidadão e uma cidadã para produzir, progredir além mostra-los que são capazes de formar suas próprias opiniões sobre a sociedade que eles preferem. Mas para que isso aconteça, o professor precisa do interesse dos alunos, e isso só será possível com a intervenção de todos a começar pelos pais ou responsáveis objetivando a melhoria real na educação pública. Pressionar Professores por quantidade, não vai ajudar de forma alguma na melhoria da educação, devemos nós sociedade procurar soluções, já que o poder público aparenta estar incapaz de formular tal mudança.
Por: Jorge Lucena
https://martinsogaricgp.blogspot.com.b

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão avaliados antes de serem liberados